Diário de uma pasteleira portuguesa a pasteleirar por aí...

Segunda-feira, 25 de Setembro de 2006
O casamento da Catarina

  Esta minha condição de estagiária estrangeira/ emigrante/ cidadã do mundo ou em que raio de categoria estou metida, às vezes impede-me de estar ao vivo e a cores no meu Portugal. Já estou mais que acostumada a perder aniversários e outros eventos festivos, mas quando se casa uma das tuas melhores amigas de infância e tu não estás lá para a abraçar neste dia tão especial realmente chateia! 

  Trabalhei todo o dia, desde as 6h30 às 21h e desde o primeiro croissant que tirei do forno e que comi quentinho, que o meu pensamento estava com a Catarina. A Catarina, que conheci quando tinhamos 10 anos (já lá vão 17, fogo!!!!!) e que durante anos fomos inseparáveis, crescemos juntas e que no Sábado se casou. O Hugo é um rapaz de sorte e tenho a certeza que vão ser muito felizes! Digam lá se não estava linda? A nossa amiga Cláudia fez jus à sua condição de jornalista e ontem fez-me a reportagem completa , desde o menú, às vestimentas com muitas fotos para ilustrar. Foi quase como se lá estivesse estado!

  Hoje foi o meu dia de descanso e serviu para isso mesmo, descansar que bem preciso! O Outono que já tomou posse do seu reinado começou já a mostrar a sua politica de friozinho que por enquanto ainda não incomoda mas que convida à preguiça, eu portanto aceitei o convite e preguicei o dia todo!

 

 

 


tags:

publicado por Rita Pastelerucha às 19:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 24 de Setembro de 2006
Sono molto stanca!!!!!

  Trabalhar 13 horas ao dia tornou-se um hábito normal, apesar de os dias passerem incrivelmente depressa e de enquanto estou a trabalhar estar bem, a verdade é que chegando ao fim da semana o cansaso acomulado gosta sempre de se fazer notar. Já há 3 semanas que não visto roupa (tirando as 2ªas feiras que não trabalho), levanto-me e visto o uniforme e quando chego a casa já é hora de vestir o pijama, eh eh eh! Isto tem de se ver obviamente pelo lado positivo: não estrago roupa, nunca estou preocupada com o que vou vestir e gasto menos em detergente!

  Mas apesar de tudo e de todos me dizerem que é uma exploração, eu não me queixo. Fui eu que escolhi vir para este sitio, fui eu que escolhi esta vida e estou contente. Claro que a minha costela masoquista (herdada dos meus pais) contriui para isso, mas é verdade, quem corre por gosto não cansa!

  Para nos esquecer-mos um pouquinho do tanto trabalho que temos nos domingos à noite e nas segundas-feiras tentamos (eu e os meus homens) sempre fazer qualquer coisa de diferente. Na semana passada aproveitando os ultimos raios de sol do Verão fomos à piscina e nesta 2ªfeira que passou estivemos em casa de um dos que trabalha no palácio dos banquetes. Foi muito giro, ele vive num sítio onde se fazem muitos presuntos, por isso fomos visitar 2 fábricas dos ditos com degustação à mistura. Uma delícia! O resto do dia passamos no terraço a comer e a rir que é a melhor maneira de esquecer que no dia seguinte já começa tudo outra vez. À noite fomos comer umas pizzas especiais que se fazem com uma levadura que tem 120 anos, as melhores pizzas que comi! Podem ver fotos deste dia no meu espaço do msg (o link está à esquerda). Por aqui vos deixo uma foto do jantar de domingo passado, eu e o Franco num restaurante que servia grelhados gigantes.

 


tags:

publicado por Rita Pastelerucha às 14:31
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 7 de Setembro de 2006
Sono stanca...

  "Sono stanca" foi das primeiras coisas que aprendi a dizer em italiano, significa "estou cansada". Esta semana é só o que me apetece dizer... Um dos pasteleiros está de férias e começou a época dos casamentos e banquetes, por isso o trabalho é a dobrar.

  Os meus dias são dedicados exclusivamente ao trabalho, entro e saio já de noite: desde a semana passada um dia normal começa às 6h45 e só acaba por volta das 20h (com 5 minutos para almoçar). Estou cansada mas contente, faço muitos croissants, bolos e bolinhos e cada dia aprendo coisas novas!

  Na foto mostro-vos o que tem sido o meu universo, a minha casa onde quase só vou dormir e a pastelaria, restaurante e loja gourmet por onde ando sempre a saltitar, acreditem que faço kilometros por dia neste pequeno espaço!


tags:

publicado por Rita Pastelerucha às 20:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 28 de Agosto de 2006
Mignons e curiosidades

  Estes são os meus mignons, mini-bolinhos que preparo todas as manhãs para a vitrine da pastelaria. São entre 15 e 20 tipos diferentes cada dia e cada um tem um adorno diferente, as vezes tenho de sacrificar algum por motivos de control de qualidade (só por isso, cof cof) e posso garantir que são todos óptimos!

  Já estou aqui há quase 2 meses e os dias têm passado tão depressa, 1/3 do estágio já passou!... Deixo-vos com algumas curiosidades sobre Italia e os italianos que  fui descobrindo (às vezes não da melhor maneira) durante este tempo por aqui:

Gerais

  • Os italianos beijam ao contrário. Passo a explicar: nós cuando cumprimentamos uma pessoa dando 2 beijos, começamos pelo lado direito e depois o esquerdo. Pois aqui começa-se pelo lado esquerdo, este facto já me ia provocando alguns acidentes...
  • Como em Espanha, aqui o uso da faca às refeições é muito relativo. Normalmente come-se só com o garfo na mão direita e pão na esquerda para ajudar.
  • Segundas-feiras está tudo fechado: lojas, bancos, tudo! Portanto para a maior parte das pessoas aqui o fim de semana tem 3 dias!
  • Não sei se é em toda a Italia, mas pelo menos nesta zona imperam as bicicletas. Toda a gente anda de bicicleta a todas as horas e por todos os lados. Levo com cada susto na rua, tenho de estar sempre com atenção porque já ia sendo atropelada várias vezes por cilclitas mais atrevidos!
  • Cada zona de Italia tem o seu dialecto, aqui por exemplo fala-se veneto, que não se percebe nada! Até há uma zona no norte onde se fala alemão...
  • Para um país um pouco maior que Portugal, Italia tem muita gente: eles são cerca de 60 milhões, é muito italiano junto!

Trabalho

  • Aqui temos máquinas modernas para tudo: uma gigante para estender masa, uma pistola de gelatina, uma máquina de nitrogeno líquido, etc.
  • Por outro lado temos coisas bem antigas: para algumas coisas fazemos nós a manteiga e trabalhamos com um fermento natural que tem mais de 30 anos. Este fermento é pior que um filho: cada 3 horas temos de lhe dar de comer e pô-lo a dormir para o manter vivo.
  • Ao chef de cozinha tem de se tratar por chef. Eu que sempre tratei todos os chefes com quem trabalhei pelo nome, por sorte ouvi um dos cozinheiros a falar com ele antes de meter a pata na poça!...

Casa

  • A minha casa e a casa do lado chamam-se “foresterias”, porque aqui vivem as pessoas que são de fora.
  • No meu quarto não há estores na janela, pelo menos a claridade é bem vinda à hora de ajudar a acordar-me às 6h30 todos os dias. O mais chato é quando tenho folga, mas nada que uma viseira não resolva!
  • A minha televisão tem vida própria, se me mexo faz interfêrencia. Não me admira, no lugar da antena tem um prego...

  E no meio de tudo isto, lá vou vivendo eu. Vivendo e aprendendo...

 

 

 

 



publicado por Rita Pastelerucha às 07:09
link do post | comentar | favorito

Sábado, 29 de Julho de 2006
Os pasteleiros

  Hoje estou verdadeiramente contente! Os meus primeiros dias aqui não foram tão faceis como esperava, mas depois de 3 semanas e de muita paciência começo a sentir que as coisas melhoram a todos os niveis! Passado o tempo necesário de adaptação (o perguntar onde está tudo, como funcionam as máquinas, quem é quem, etc) já me sinto adaptada a este trabalho e com uma vontade renovada de aprender! As pessoas também já se acostumaram a ver-me saltitar por aquí e começam a integrar-me nesta equipa de loucos. É caso para dizer que ainda não venci a guerra, mas esta primeira batalha está ganha!

  Hoje foi o último dia do japonés que estava também a fazer um estágio na pastelaria, o Masato é um personagem: não falava, faziam ruídos estranhos quando comia e sobretudo o que me deixava mais intrigada era o seu avental de trabalho, preto, curto e... de couro! Aqui fica registada a despedida que a equipa da pastelaria lhe fez. Estes são os meus novos colegas de trabalho (da esquerda para a direita): Franco, o pasteleiro napolitano que tem 21 anitos; Paolo, o pasteleiro chefe da pastelaria; Masato, o japonês estranho e Ascanho, o pasteleiro do restaurante. O mais engraçado é que depois de ter tirado a foto o gorro do Masato começou mesmo a arder, mas claro como me ria tanto não consegui nem pegar na máquina!

  E depois de umas tartes, uns biscoitos, uns croisants e uma empreitada de gresinos ainda me convocaram para ajudar os moços da cozinha a limpar oregões selvagens. Aqui é assim, quando acada o serviço dos almoços e há coisas para fazer todos ajudam. Parece-me bem, além disso sempre é uma oportunidade para aprender os palavrões italianos que eles tão gentilmente fazem questão de me ensinar.

  E quando cheguei a casa, para não variar lá tinha a máquina de lavar roupa no meio da casa de banho. Eu sinceramente penso que a máquina se quer escapar porque nós lhe damos muito trabalho, por isso sempre que nos apanha fora de casa tenta sair...

  Depois do jantar (masa, espantem-se!) fui com os outros pasteleriros ao bar da pastelaria para uma despedida em condições do japonês, desta vez sem gorros queimados!

 


tags:

publicado por Rita Pastelerucha às 18:40
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 21 de Julho de 2006
Il Calandrino

  Aqui fica uma foto da “minha pastelaria”. O meu trabalho de manhã consiste em fazer a montra e preparar todos os croissants e coisinhas boas para os pequenos almoços. Começo a trabalhar às 7h, depois de um café com leite (hábito espanhol) rápido no hotel, que também pertence aos mesmo donos e que fica também ao lado do restaurante e da pastelaria.

  Primeiro recheio os croissants com creme, marmelada de frambuesa e uns especiais que são metade normais e metade de chocolate que vão recheados com um creme de avelã (paixão nacional). Depois preparo todo o resto dos bolinhos, tartinhas e folhados. Sigo depois com os bolos maiores e 15 tipos diferentes de petit-fours, que são aqueles docinhos pequenos que se costumam servir com o café.

  Antes do almoço ainda ajudo a preparar qualquer coisa que faça falta e almoçamos às 11h30 com todos do restaurante, temos de almoçar cedo para que todos os cozinheiros estejam prontos antes de chegarem os clientes.

  Ainda não me deixam fazer muitas coisas sozinha porque eles trabalham com coisas muito caras e quantidades muito grandes, mas pouco a poco vou-me integrando nesta maneira de trabalhar. O italiano muitas vezes também é uma barreira, porque apesar de ser bastante parecido os filhos da mãe resolveram dar nomes todos diferentes a ingredientes e coisas de cozinha... Mas com o meu italoportunhol, que se converte num italiano indio lá me vou fazendo entender e quando não os entendo, sorriu e pronto! Pelos menos já ganhei fama de simpática, lol!

 


tags:

publicado por Rita Pastelerucha às 20:38
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 18 de Julho de 2006
Notícias desde Itália!

  ... E depois das complicações do costume (exceso de bagagem, uma confusão de guichets no aeroporto, uma manifestação em Veneza e uma greve de táxis) lá cheguei ao restaurante onde vou estar nos próximos 6 meses.

  Mostraram-me a casa e o restaurante a correr e fui logo trabalhar. Os primeiros dias foram bem duros, com 12 horas de trabalho seguidas! Das 7h às 19h, e com uns sapatos novos que me deixam os pés feitos num oito. Estes últimos dias já não tenho trabalhado tanto (a dona foi de férias, isto é igual em todo o lado), mesmo assim as minhas 10 horitas ninguém m’as tira!

  Comecei o estágio pela pastelaria, em principio vou ficar aqui 3 meses e depois passo ao restaurante, onde fico outros 3 meses.

  A Itália é um pais estranho... eu tinha outra idea dos italianos, pensava que eram mais extrovertidos (mais parecidos aos espanhóis), mas não! São bastante sérios e secos, pelo menos estes do norte, já me disseram que os do sul são mais alegres.

  Com os dias tão longos de trabalho ainda não me deu tempo para ver nada, mas no meu primeiro dia livre fui dar uma volta a Pádua. É uma cidade pequena, muito antigua, com umas praças muito agradáveis e edificios bonitos. Eu tinha muita curiosidade por conhecer a igreja de Santo António aqui, não por motivos religiosos mas culturais. Aí fui eu lançada, seguindo o mapa que me deram nas informações turisticas e lá cheguei. A verdade é que a igreja é diferente, e bem mais pequena, do que eu estava à espera (aqui fica a foto para os interessados). Quando ia a entrar, o segurança parou-me logo a dizer que pusesse alguma coisa pelos ombros que assim não podia entrar que era muito desrespeituoso! Tá bem, ía agora de casaco com os 30 e muitos graus que faziam! Esta gente não está bem da cabeça... Bom e por culpa da minha camisola de alças tive de adiar a visita e por todas as velas que me encomendaram noutra altura. Fui comer um gelado, o que é que eu ía fazer...

  Já estou farta de massa, desde que cheguei só tenho comido massa ao almoço e ao jantar! É sempre diferente, mas é sempre MASSA! Reparem no que havia para jantar um dia desta semana: massa (para não variar), arroz, batatas e para acompanhar... pão! Vivam os hidratos de carbono!



publicado por Rita Pastelerucha às 20:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 3 de Julho de 2006
Eu vou, eu vou... a caminho da Italia eu vou!

  Como se pode acumular tanta coisa em 3 anos? Realmente não sei… mas sim sei que deveria editar uma guia chamada:” Como levar tralha que encheria um camião (mais uma mãe) num pequeno fiat punto alugado?” A resposta? Tetris, meus amigos! Mostraram-se proveitosas todas as horas da minha infância a jogar esse precioso jogo no meu Gameboy! É claro que também poderia escrever o que certamente se converteria num clássico: “Como converter o seu microondas numa mala de viagem?”, mas isso fica para outra vez que o tempo é escasso!

  Pois é, a viagem de volta de Sevilha foi longa como sempre. Ainda propus à minha mãe ficarmos a viver na estação de serviço de Olhão onde fizemos uma paragem. Afinal de contas tínhamos tv, microondas, frigorifico, roupas, comida… não nos faltaria nada!

  Bom, lá cheguei e não fiz mais nada em casa que não fosse arrumar caixas, livros, roupa, enfim… E depois imensa papelada para tratar, as burocracias do costume para se mudar de país.

  E assim se passaram as minhas férias (que de férias não tiveram nada) e já vou amanhã para Itália! Vou de manhã cedinho para Veneza e devo chegar ao que será a minha casa no próximo meio ano lá para a hora do almoço.

  Estou contente por ir, é bom começar de novo alguma coisa. Só fico chateada de não estar aqui para ver o jogo na 4ª feira, mas na bagagem já pus a minha bandeira! Por falar em bagagem, como é que esta gente quer que eu ponha em 20 kg, coisas para 6 meses??? É obvio que esta gente das companhias aéreas nunca foi fazer um estágio! Está claro que vão ser os responsáveis por todas as compras que eu fizer lá! 

  Fiquem atentos por aqui, assim que possa faço o relato das minhas novas aventuras desde o país-bota! Acho que vou mudar o subtítulo do blog e tudo…

 

 



publicado por Rita Pastelerucha às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 1 de Junho de 2006
Um dia tranquilo antes dos exames

  Incrível, mas verdade... esta é a minha última semana de aulas! Finalmente já sei onde vou fazer os 6 meses de estágio! Depois de muita espera já sei que o meu futuro me espera em... ITÁLIA! Estou muito contente com o sítio, é um restaurante em Pádua que tem uma pastelaria ao lado, por isso vou poder estar nos dois sítios. Já irei contando mais detalhes do sítio, por enquanto ficam a saber que me podem ir visitar de Julho a Dezembro em terras italianas.

  Ora bem, mas para ir tenho de acabar aqui primeiro e acabar é sinónimo de exames finais! Esta semana estamos cheios de exames e trabalhos, por isso aproveitámos ontem que era feriado e fomos para Huelva laurear a pevide! É que merecemos!

  Eu, o Alberto e o David (os meus fiéis escudeiros) agarrámos em nós e no carro do Alberto (nativo de Huelva) e ai fomos caminho fora. Depois de uma breve paragem na casa dele, e de uma tapita num bar do centro seguimos caminho para Muger. É um "pueblo" (uma coisa assim entre uma aldeia e uma vilazita) da província de Huelva onde se come muito bem. Aí comemos com uns amigos do Alberto as iguarias típicas andaluzas: croquetas, choco frito, batatas bravas, etc. Hummmmmmm! Ainda nos deram para rematar um licor de viagra, que nem quero pensar o que seria...

  E assim se passou um dia mais, que já é um dia menos dos que vou estar aqui. Voltámos para Sevilha já de noitinha com pouca vontade de estudar...

 



publicado por Rita Pastelerucha às 13:47
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006
O pesadelo do estágio final
Imagen027.jpg Uma pessoa sai de casa para passar 3 anos fora, com a inocente ideia que isso vai demorar muito tempo a passar, mas um belo dia essa mesma pessoa apercebe-se que todo esse tempo afinal já passou quase todo... Essa pessoa obviamente sou eu... Pois é, dentro de menos de 4 meses acabo o curso e com isso levantam-se todas as dúvidas que comfortavelmente tinha adormecidas, sendo a mais recorrente, a clássica: "Mas que raios vou fazer agora?" Obviamente que todas essas dúvidas estão um poco camufladas com a preocupação com a quantidade imensa de exames e trabalhos que toda a equipa de professores tinha guardada na manga para nos alegrar a recta final do curso! O tema principal no meu micro-mundo escolar é o estágio final, em realidad acho que somos mesmo um bocado mono-temáticos. Este ano, não são 2 meses como nos dois anos anteriores, mas sim 6 mesinhos de trabalho. Eu tenho um conflito interno, ora se fico em Espanha, se vou para França ou Itália... Enfim, 6 meses são 6 meses... Depois da Páscoa já devo ter as coisas mais ou menos claras, mas até lá irei "comiendome la cabeza", que apesar de soar um bocado mal simplesmente quer dizer pensar muito no assunto. Tirando isso o dia-a-dia corre como sempre. Este mês ainda só tive um acidente de percurso, até agora só parti os óculos. Ah pois, eu não vos disse, agora uso óculos! Pois parece que o facto de não andar a ver nada tinha a sua explicação num principio de astigmatismo-miopico. Coisas da idade... De resto vou fazendo os meus bolinhos e as minhas coisinhas doces. A foto é da semana passada, de um seminário de pastelaria onde estive a ajudar. Para mais informação ver mês de Janeiro. Beijos e abraços!


publicado por Rita Pastelerucha às 18:21
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Domingo, 4 de Setembro de 2005
Em casa de férias... finalmente!
Imagem 207.jpg Pois é, os dois meses de estágio já passaram e estou de volta ao meu lar doce lar. Apesar dos problemas que tive ao princípio posso dizer que o saldo foi muito positivo e que acabei por gostar muito do que estive a fazer e conheci muita gente engraçada. Prometo escrever com mais calma, agora foi só um olá rápido. Aqui fica uma foto minha a cozinhar em cima de um caixote, porque não chegava ao fogão... Enfim, isto de não ser alta tem a sua piada às vezes (sobretudo para os colegas que se riem de ti). Xau xau e aproveitem o resto do Verão, eu vou fazer o mesmo!


publicado por Rita Pastelerucha às 16:51
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Agosto de 2005
Quase de volta a casa...
Isto de fazer o estágio em 2 lugares diferentes fez com que o meu verao passasse num instante. Já só me falta uma semanita para voltar a casa e nem acredito! Continuo a gostar muito de estar aqui e até vou ter pena de ir embora, mas é mesmo assim. Também acho que mereco umas férias de papo para o ar na praia! No Domingo passado fomos todos à praia e pude recuperar a minha cor de pessoa normal, em vez do tom de lixivia que estava a adquirir... Na 3ª feira também fui à tarde porque tive livre, estive em La Manga numa praia muito bonita. E agora só posso fazer o possivel para aproveitar bem estes ultimos dias e encontrar vontade para fazer a viagem de volta que vai ser uma confusao como sempre (Murcia- Madrid, Madrid-Lisboa, umas 20 horitas...). Ah! Tenho um chopito com o meu nome, lol! Depois conto e dou a receita! Bom, vou andando que tenho 10 kg de laranjas para fazer sumo!


publicado por Rita Pastelerucha às 17:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 14 de Agosto de 2005
Murcia- Parte II
Cá estou eu outra vez, com pouco tempo e muito para contar. Quando esteja em casa e nao dependa de cybers para actualizar o blog, terei de escrever um artigo gigante a resumir as minhas peripécias nestes 2 meses. Continuo a gostar muito do trabalho, a parte de pasteleria é noutro edificio à parte do restaurante. Trabalhamos ai 4 pessoas, o Rafa que é o chef de pastelaria, a Laura que é uma pastelerira italiana, o Manu que é outro estagiário e eu. Trabalhamos sempre fresquitos com o ar condicionado a uma temperatura ideal e com musica chill out. Uma delícia... Aparte passo o dia a fazer coisinhas boas e a aprender novas técnicas. A nivel de trabalho o facto do outro restaurante fechar em agosto foi o melhor que me podia ter passado! A unica coisa má desta pasteleria é que o pasteleiro mandou fazer as mesas à sua media, o que quer dizer que eu tenho de andar sempre encavalitada em cima das mesas ou em cima de coisas para chegar aos sitios... É o que dá nao ter comido muitos danoninhos quando era pequena... O mais chato deste sitio é que temos de esar dependentes de outros para movernos por aqui. Pelas manhas vamos de autocarro e depois ainda fazemos um passeito pelo meio do mato de quase 20 minutos! Entramos às 11h e saimos por volta das 17h, normalmente alguém nos leva a casa. Depois voltamos a entrar às 20h até as 00h. No outro sitio viviamos mesmo em cima do restaurante e durante a tarde tinhamos muito tempo, aqui nao, as vezes tenho a sencasao de que só trabalho e durmo... Porque claro, como nos deitamos muito tarde sempre, a "siesta" é indispensável! As pessoas sao simpaticas connosco, o chef de cozinha, o chef de pasteleria e o sommelier também estudaram na minha escola, por isso acho que nos entendem. Aparte do trabalho posso-vos contar que vivemos com uma mal-cheirosa, a outra rapariga que vive connosco é um grande caso... Além de comer a nossa comida vai deixando pensos higiénicos usados por ai... Enfim, as alegrias de viver em comunidade! Tivemos até de comprar um ambientador em spray porque até a casa cheira à que carinhosamente chamamos "pestosa". Claro que isto já levou a alguma confusao da minha parte, outro dia ia por desodorisante e ops, enganei-me... La fiquei a cheirar a ambientador por todos os poros do meu corpo, muito má a sensacao.., E antes que preguntem: Nao, nao me dei conta antes!!!!!!!!!!!!!!!!!! Bom, nada que o duche nao resolva! Esta semana tivemos uma chuva de estrelas (nao confundir com o programa da Furtado), com muitas estrelas cadentes. Levaram-nos para um monte com uma lagoa, levamos um colchao gigante e estivemos a ver estrelas até às 5h da manha. Foi muito giro, terminamos depois a dormir todos na casa do sommelier. De manha preparou-nos um pequeno-almoco digno de principes, muito bom mesmo! E pronto, assim passo os meus dias por aqui. Hoje aproveitei para por o sono em dia (isto de compartir quarto com uma amiga leva a dormir sempre tarde). Amanha é feriado e temos livre, vamos tentar ir à praia, há bastantes a cerca de 40 minutos daqui. Um beijinhos muito grande para todos, com muitas saudadinhas!


publicado por Rita Pastelerucha às 21:56
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Julho de 2005
Uma semana mais e de caminho a Murcia...
Viagem de autocarro de Lisboa a Madrid- 34 Euros Autocarro de Madrid a Illescas- 2,12 Euros Produtos de limpeza para limpar o apartamento- 37 Euros Duas jaquetas novas de cozinha para o estágio- 40 Euros Descubrir que nao nos vao pagar como combinado- Nao tem preco... ... Para tudo o resto, MasterAnaMaria... Como podem ver, o estágio está-me a sair baratinho. Além disso nao vou receber o dinheiro de bolso a que tenho direito. No minimo, interessante... Este é um blog familiar e nao quero blasfemar, mas como podem imaginar estou muito contente! Mas chatices à parte, estou bem. Temos ido tomar "tintos de verano" com os outros que estao a fazer estágio como nós e que sao de outras escolas, e com os que trabalham no restaurante. Eles vivem no andar de cima do nosso e pelo menos temo-nos divertido com eles. Ontem fiz uma dessas viagens relâmpago que costumo fazer. Como tinha o dia de folga, agarrei em mim bem cedinho e fui para Madrid. De ai apanhei um autocarro para Ávila e já estava ò dono do resturante onde fiz o estágio o ano passado à minha espera. É verdade, fui visitar as minhas vaquinhas à santa terrinha de Hoyos del Espino. É incrivel como passou tao depressa 1 ano, cheguei lá e tinha a sencasao de ter ali estado a semana passada. Gostei imenso de ter voltado, de ter visto aquela gente com quem passei 2 meses no ano passado e sobretudo de ter conhecido o Alberto, que era só uma barriga quando me fui embora. Ainda tive de ajudar na cozinha, mas diverti-me imenso. Nao tive muito tempo para dar voltas, mas foi bom. A volta foi idêntica, 1 hora de carro até Ávila, comboio até Madrid, taxi de uma estacao para a outra e autocarro até Illescas. Pufffffff! Hoje também nao se trabalha de tarde porque o restaurante fecha, vou aproveitar para por o sono em dia fazendo uso da bela da sesta! já só vou ficar aqui esta semana, dia 1 vamos para Murcia para voltar a comecar tudo de novo. Espero dar noticias assim que lá chegar para contar as novas aventuras. Podem ver o novo sitio para onde vou em: http://www.palacetelaseda.com/ Beijinhos para todos! Ps- Aqui faz muitíssimo calor. A temperatura mínima é cerca de 25 graus! Para sobreviver temos de encher as piscinas caseiras (mais conhecidas por banheiras) com água fria e ficar de molho. Mas o pior, é que dizem que Murcia é ainda mais quente... A ver vamos...


publicado por Rita Pastelerucha às 18:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 14 de Julho de 2005
As aventuras de uma estagiária por terras espanholas
O que nao me acontece a mim, realmente nao acontece a mais ninguém... Ora portanto, depois de uma viagem de mil horas finalmente cheguei a Illescas. Fui directamente para o restaurante, e entao nao é que os gaijos ainda nao tinham a casa pronta! Depois de esperar e esperar lá nos levaram para um apartamento. O apartamento é enorme, temos um quarto para cada uma, uma sala com varanda, cozinha e duas casa de banho, além disso está a 20 segundos do restaurante. Mas o problema é que estava um bocadito sujo, diziam eles. Um BOCADITO, o tanas! Estava imundo! Tive sérias dúvidas se ia conseguir sair dali para fora, porque tinha a sensacao de ficar colada ao chao, ou de tropecar em alguma crosta de sujidade. Sinceramente, aquilo nao tinha explicacao. Lá fomos as 3 comprar um arsenal de produtos de limpeza para por aquilo minimamente habitável. Pronto, depois das peripécias com o apartamento lá fomos para o nosso primeiro dia de trabalho. Entao nao é que descubrimos que o restaurante fecha em Agosto! É que nao é por nada, mas eu tenho de fazer 2 meses de estágio e voltar em Setembro nao estava nos meus planos. Portanto em definitiva, isto esta a correr muito bem! Telefonámos logo para a escola e depois de algumas complicacoes logisticas, mandam-nos para Múrcia, para fazer o resto do estágio no melhor restaurante da zona. A ver vamos... Fico aqui até ao final do mes e depois espera-me outra viagenzita dessas maravilhosas em autocarro! Mal posso esperar! Eu e a mala, claro... Tirando os problemas, estamos bem. Trabalhamos muitas horas (10h-17h e 20h30-24h) e está muito calor. O restaurante está fechado aos domingos e segundas-feiras à tarde. No domingo passado fomos até Madrid fazer um pouco de turismo, no próximo talvez seja Toledo o alvo. Bom, já chega de novidades e de queixas. Vou tentar manter-vos informados! Beijinhos para todos! Ps1- Desculpem a ausência de tils e cedilhas, mas já sabem que essas coisas nao existem nestes teclados dos "nuestros hermanos"! Ps2- Nunca tomem um café na Plaza Mayor em Madrid. Preco: 2,50 €!!!!!

tags:

publicado por Rita Pastelerucha às 17:47
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
procurar doces no blog
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28


doces recentes

O casamento da Catarina

Sono molto stanca!!!!!

Sono stanca...

Mignons e curiosidades

Os pasteleiros

Il Calandrino

Notícias desde Itália!

Eu vou, eu vou... a camin...

Um dia tranquilo antes do...

O pesadelo do estágio fin...

Em casa de férias... fina...

Quase de volta a casa...

Murcia- Parte II

Uma semana mais e de cami...

As aventuras de uma estag...

doces antigos

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

tags

todas as tags

links
gulosos
Free Hit Counters
Hit Counters
translate me
termómetro
Click for Lisboa, Portugal Forecast
blogs SAPO
subscrever feeds