Diário de uma pasteleira portuguesa a pasteleirar por aí...

Terça-feira, 28 de Agosto de 2007
Nunca ninguém disse...

 

  ... que em terras de sua majestade reina o bom gosto! Que tal, gostam ou não do canteiro dos meus vizinhos?! Regar as plantas??? Naaaaaa, a gente põe-nas na banheira e elas que tomem banho sozinhas. Não está mal pensado, não senhor!

 

 



publicado por Rita Pastelerucha às 10:55
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Junho de 2007
Sou famosa IV

 

Transporte público Junho 2007

Rita e Lenira, duas portuguesas a viver no País de Gales, contam-nos a experiência do seu dia-a-dia em transportes públicos.

Cláudia Pinto

claudia.pinto@transporte-publico.eu

Duas portuguesas nos transportes públicos do País de Gales

Na terra onde os comboios chegam dois minutos antes da hora prevista

Lenira Semedo, 26 anos, estuda psicologia há três anos no País de Gales. Rita Nascimento, 28, trabalha como pasteleira, há um mês, na mesma região. Duas portuguesas, duas realidades e duas utilizadoras de transportes públicos.
Lenira mora muito perto da universidade onde estuda. No entanto, "pelo menos duas vezes por semana" utiliza o comboio. Considera-se
"satisfeita" e aponta, como curiosidade, o facto dos "comboios no País de Gales serem mais pequenos do que em Portugal". O caso da Rita é
diferente. Vive relativamente longe do local de trabalho e desloca-se de transportes públicos.
Os comboios chegam dois minutos antes da hora prevista
  As duas entrevistadas apontamcomo principal diferença entre os comboios portugueses e de Gales, o facto de neste país serem mais caros.
No entanto, Rita Nascimento realça que "se adequam aos ordenados mais elevados" e acrescenta que "os comboios são super confortáveis e, em segunda classe, parece que vamos em primeira". Por sua vez, a estudande de psicologia destaca o facto de se poder "comprar bilhetes
dentro do comboio. Normalmente, os comboios chegam sempre dois minutos antes da hora prevista e os atrasos são sempre comunicados".
"A utilização de transportes é importante porque se poupa muito tempo e evitam-se filas de trânsito", diz-nos Lenira Semedo. Para Rita, os
transportes "são a única alternativa para viajar e mover-me. Como não me vejo a conduzir do outro lado da estrada e não penso comprar um
carro, vou continuar a usar os transportes públicos. Além disso, em viagens longas sempre se pode dormir. Já experimentei fazer viagens de
carro sozinha e é muito aborrecido". Nos tempos livres, viaja muito de"comboio e barco para ir visitar amigos. Existem ligações por mar para a Irlanda". Antes de viajar de comboio no País de Gales aceda a: http://www.nationalrail.co.uk/index.html
Uma "cidadã do mundo"em transportes públicos
  Rita conhece bem os transportes de vários países pois já estudou, ou trabalhou, nos EUA, Espanha e Itália. Frequentou o curso de pastelaria e viveu três anos no país dos nuestros hermanos. "Em Sevilha, utilizava sobretudo autocarros urbanos". Espanha oferece "viagens nacionais muito baratas". Andar de autocarro no país vizinho revelou-se bastante rentável pois "as viagens eram muito
mais baratas e os ordenados mais elevados do que os de Portugal". Para exemplificar, diz-nos que "um bilhete para dez viagens custava 3,80
euros há dois anos, enquanto que, em Portugal, a pagava-se na altura quase três euros para apenas quatro viagens". Quando concluiu o curso, Rita foi destacada para estagiar em Itália durante seis meses, experiência que terminou no final do ano passado. "Neste país, o transporte de eleição é o comboio. Os preços dos bilhetes eram semelhantes aos de Portugal, mas os atrasos eram uma constante". Recentemente teve de se deslocar a Sevilha. "Bati o meu recorde pois passei por quatro países em apenas dois dias. Fiz milhares de quilómetros, muitas horas em comboios, aviões, autocarros, mas valeu a pena!". O que mais custou foram "as longas paragens de mais de uma hora que os autocarros faziam nas estações de serviço". Para finalizar, conclui afirmando que em Portugal "sempre utilizei o comboio da linha Lisboa-Cascais que funciona muito bem, tal como a nossa rede de expressos. Também temos alguns transportes públicos bons, embora estejam pouco articulados e coordenados. Também viajar de transportes públicos entre locais na periferia das cidades é quase uma
impossibilidade, pois a lógica é periferia-centro-periferia".
Se quiser viajar de autocarro em
Espanha aceda a:
Se preferir o comboio consulte:
Pode também conhecer melhor os comboios
de Itália através do site
 
  Este ano é que tem sido sair em jornais e revistas... Já nem devo poder voltar a Portugal sem ser atacada no aeroporto por gente a pedir autografos! Aqui está uma reportagem feita pela minha amiga Cláudita, jornalista da nossa praça, que saiu ontem no Diario de Notícias, no Caderno dos Transportes Públicos. Aqui fica para quem não comprou o jornal.
  E para ilustrar, uma foto minha e do Karl num destes comboios, uma coisa curiosa que me esqueci de dizer à Cláudia é que por estes lados se vendem dentro dos comboios bebibas quentes e frias e snacks. Anda sempre um@ hospedeir@ com um carrinho de lá para cá e de cá para lá, é engraçado.
  Na proxima semana lá vou ter eu que utilizar os transportes públicos quando for a caminho do aeroporto. Pois é meus amigos : FÈRIAS!!!!!!!! Vou 4 dias a Budapest com o Karl, a capital da Hungria, vamos visitar o nosso amigo hungaro Laszlo. Aguardem as fotos!

 



publicado por Rita Pastelerucha às 23:14
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Terça-feira, 19 de Junho de 2007
Não há nada como uma praia com areia dourada e macia...


  Esperem lá, eu disse areia dourada e macia????? Devia estar a ter visões das minhas queridas praias portuguesas! Por aqui isto é o melhor que se pode arranjar, uns belos pedragulhos mesmo mesmo a convidar para esteder a toalhinha e tomar uns belos e confortaveis banhos de sol. Ahhhh, esperem lá estava a ter visões de novo. Sol? Bom, quer dizer de vez em quando ele aparece mas vem sozinho, ou seja, o calor deixa-o ficar para trás.   

  Mas pronto, é bem melhor que nada e realmente ter esta paisagem a 1 m de casa não está nada mal! Agora em relação a banhinhos de sol e de mar...

  Hummmmmm I don't think so!



publicado por Rita Pastelerucha às 23:37
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 4 de Maio de 2007
Dona Rita e seus dois maridos

  Como sabem já tenho 2 mulheres, as espanholas com quem vivi em Sevilha, agora aqui para seguir a tradição bigama arranjei 2 maridos! Eu, o inglês Karl e o hungaro Laszlo que vivem e trabalham comigo tornámo-nos em pouco tempo inseparavéis e eles são defenitivamente a minha família aqui.

  Aqui estamos os 3 de visita à cidade vizinha de Conwy que tem um porto e um castelo medieval. Não é sempre que nos podemos dar ao luxo de ter dois moçoilos a cuidar de nós e que ainda por cima nos fazem rir o tempo todo. Vá roam-se de inveja meninas!

  Mas infelizmente nem tudo são rosas... Tenho um divorcio eminente, o meu hungaro vai-se embora dentro de dias. Bom, sempre me resta o inglês e as minhas mulheres, portanto não me posso queixar, além disso na divisão de bens eu fiquei com a casa, lol!



publicado por Rita Pastelerucha às 18:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 10 de Abril de 2007
Subindo o Great Orme

 

  E quem sobe o pequeno Orme também sobe o grande! E aproveitando outro dia livre em que o sol brilhou (estamos a ser mimados por estes lados), eu, o Lazslo e a turca Sinem fizemo-nos à estrada e aí fomos nós monte acima, mas desta vez com ajuda de um teleférico. Digam lá que não temos razão para nos sentirmos sortudos?!



publicado por Rita Pastelerucha às 14:39
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Março de 2007
Subindo o Little Orme

 

  Toda a gente sabe como é o tempo por estes lados, os dias nublados e sem gracinha nenhuma são uma constante. Por isso quando o sol nos resolve visitar no nosso dia livre, temos de aproveitar ao máximo! E foi isso mesmo que fizemos, eu, a polaca Patrijcia e o húngaro Lazslo, escalámos um dos montes que rodeam a baía de Llandudno: O Little Orme (o mais pequeno).

  E aqui fica a prova, a maravilhosa vista com que fomos compensados depois do esforço da subida. Não acham que valeu a pena? E ali ficámos sentádos mesmo no cimo do monte a tentar ver onde ficava a nossa casa  e a ter a sensação que somos uns sortudos!



publicado por Rita Pastelerucha às 11:09
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Março de 2007
Rita no País das Maravilhas!

 

  Sempre que vejo Narcisos não posso deixar de me lembrar da Alice no País das Maravilhas, talvez não seja coincidência que aqui haja tantos por todo o lado. Aqui tinha uma casa de férias a verdadeira Alice que passava aqui os Verões com a familia e os amigos, um dos amigos da familia era o famoso escritor que escreveu esse conhecido conto inspirado nessa menina. Hoje a casa de Alice é um hotel, e no centro da vila há um museu.



publicado por Rita Pastelerucha às 11:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 18 de Março de 2007
On my way to work...

 

  On my way to work... a caminho do trabalho esta é a imagem que eu vejo: campos verdes salpicados de ovelhas preguiçosas.



publicado por Rita Pastelerucha às 10:56
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Março de 2007
Bodysgallen

 

  Este é o restaurante/ hotel onde trabalho e onde tenho passado os dias metida, por isso nem tenho tido tempo de vir aqui contar as novidades por terras gualesas.

  Por agora vai tudo muito bem, estou contente, gosto do sitio e do trabalho. Tenho trabalhado muitas horas (deve ser sina, jé em Itália era a mesma coisa), mas tenho sobrevivido!

  A vilazinha onde vivo é muito simpática, chama-se Llandudno (é um nome gaulês que se lê "randudeno"), vivo a menos de 1m da praia, que é numa baía rodeada por dois montes verdes: o little orme e o great orme. Aliás tirando a praia tudo é muito verdinho e cheio de ovelhinas e esquilos.

  Na casa onde vivo com os outros que também trabalham no hotel mais parece a Torre de Babel, com gente de todo o mundo: Polónia, Inglaterra, Hungria, Alemanha, Turquia, Uzbequistão, República Checa... quase que podemos fazer aqui o Festival da eurovisão!

  Já pus algumas fotos no Espaço do msg e o link do hotel aqui à esquerda para que possam investigar. Prometo mais noticias em breve, agora que já estou instalada vai ser mais fácil!



publicado por Rita Pastelerucha às 00:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2007
Próxima paragem

  Eu não me considero uma aventureira, não considero mesmo. Gosto de ter tudo sempre muito bem planeado e gosto de saber o que vou fazer. Mas muitas coisas na minha vida não têm sido assim, em realidade quase todas têm sido exactamente o contrário.

  Eu bem tento planear algumas coisas, mas os desafios encontram-me e eu... bom, eu a verdade é que não me escondo!

  Próxima paragem: País de Gales, Reino Unido



publicado por Rita Pastelerucha às 19:15
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
procurar doces no blog
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28


doces recentes

Nunca ninguém disse...

Sou famosa IV

Não há nada como uma prai...

Dona Rita e seus dois mar...

Subindo o Great Orme

Subindo o Little Orme

Rita no País das Maravilh...

On my way to work...

Bodysgallen

Próxima paragem

doces antigos

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

tags

todas as tags

links
gulosos
Free Hit Counters
Hit Counters
translate me
termómetro
Click for Lisboa, Portugal Forecast
blogs SAPO
subscrever feeds